Caixa de desejos (Ana Cristina Melo, Editora Tordesilhas)

Uma garota pré-adolescente, seus pais, avós, uma meia-irmã e uma caixa que parece mágica aos olhos de algumas pessoas. Esses são os elementos de Caixa de desejos, livro que parece trazer uma história comum e que funciona justamente por isso.

A pré-adolescente em questão é Marília, de 11 anos. O que ela enfrenta nas páginas do livro é o mesmo que muitos meninos e meninas da mesma idade vivem: o relacionamento com os pais na fase em que não se é mais criança, mas também não se chegou à adolescência; os conflitos com os amigos; uma certa vergonha em assumir os próprios gostos; o primeiro namorado.

Ao seu lado, Marília tem um importante laço com a recém-falecida avó paterna, que deixa para a garota uma caixa especial. Aos olhos de Marília, o objeto tem um brilho mágico ao ser aberto e ajuda a realizar os desejos e a solucionar os problemas da garota – depois de anotados em um caderno, ambos são colocados dentro da caixa.

Fantasia de uma quase ex-criança? Pode ser. Mas por que não interpretar a caixa e o caderno como o movimento que todos (incluindo os adultos) precisam fazer para realizar os sonhos mais escondidos ou resolver aquela questão que parece não ter solução? Eu estou tentada a experimentar!

Caixa de desejos tem uma continuação, com Marília prestes a encarar o vestibular em meio a turbulências bem mais complicadas em casa. Estou lendo De volta à caixa de desejos e volto em breve para comentar.

Enquanto isso, fique com a dica de Marília e de sua avó: anotar tudo o que deseja ou aquela questão que parece um bicho de sete cabeças. Quem sabe uma luz também surge para você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s