Deuses americanos (Neil Gaiman, Editora Intrínseca)

Estou apenas na página 25, mas a vontade de ler de uma vez só apareceu no segundo parágrafo do capítulo 1: “(…) Ele não temia ser derrubado pelo mundo, porque o mundo já o derrubara. Não acordava na cela com uma sensação de pavor; não tinha mais medo do que o amanhã traria, porque o ontem já havia trazido.”

Guardadas as devidas proporções em relação a uma pessoa que está na cadeia, quem nunca se sentiu um pouco assim?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s