Erros fantásticos – O discurso “Faça boa arte”, de Neil Gaiman (Intrínseca)

Você tem medo de correr atrás de um sonho. Acha, o tempo todo, que vai fracassar. Nunca sabe se está indo pelo caminho certo. E, no fim, sente-se culpado por toda essa maluquice que atormenta a sua mente.

Pois é, qualquer semelhança comigo não é mera coincidência. Mas, ufa, que alívio! Parece que boa parte do mundo também se sente assim. Ou Neil Gaiman não teria feito um discurso sobre temas como esses, em 2012, para os formandos da University of the Arts na Filadélfia.

É o tipo de livro que você deve ter sempre à mão para aquele momento em que está a um passo de desistir. Ao final da leitura (seja ela a primeira ou a décima), será como um abraço de Gaiman acompanhado das frases finais: “Cometam erros. Interessantes. Impressionantes. Gloriosos. Fantásticos. Quebrem regras. Deixem o mundo mais interessante por estarem nele. Façam boa arte.”

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s