As meninas (Lygia Fagundes Telles, Companhia das Letras)

Conheci este livro na adolescência e o impacto dele em minha vida foi gigantesco! Troquei horas no telefone com um namorado da época pelas páginas de As meninas – o que chegou a gerar uma reclamação dele (o que eu poderia fazer, meu caro? O livro era beeem melhor do que o nosso relacionamento).

Como o nome já diz, a história passa pela vida de algumas garotas, mais exatamente três meninas, enquanto a ditadura militar acontece no Brasil. São três universitárias, que vivem em um pensionato de São Paulo ao lado de freiras. Ana Clara é apaixonada por um traficante e vive drogada. Lorena, filhinha de papai, ajuda as outras com dinheiro e se envolve com um homem casado, com direito a cinco filhos. Lia acaba namorando com Miguel, que é preso e só conquista a liberdade ao entrar na negociação para a libertação de um diplomata.

Enquanto tudo isso acontece na vida das meninas, as freiras não sabem lidar com a liberdade delas, ainda mais no momento que o Brasil vivia – o livro foi lançado em 1973 e foi é reconhecido pela coragem da autora ao falar, sem vulgaridade, da liberdade feminina e das atrocidades da ditadura, descrevendo até uma cena de tortura em pleno regime.

A delícia do livro está nas confidências de cada uma das garotas, em forma de monólogos com elas mesmas. Eu, adolescente, já pensando em ser jornalista e lendo tudo isso, fiquei maluca de amores por Lygia Fagundes Telles. E ainda sou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s