O Alienista e outros contos (Machado de Assis, Editora Moderna)

Levante a mão quem foi obrigado, durante o Ensino Médio (na minha época, o colegial) a ler obras de Machado de Assis como o conto O Alienista! Pois é, eu também fui. E, embora, do alto dos meus 14 ou 15 anos, eu já tenha adorado Dom Casmurro e Memórias Póstumas de Brás Cubas, não consegui, na época, ver tanta genialidade na história do médico que revoluciona uma pequena cidade com a instalação da Casa Verde, uma clínica psiquiátrica.

Um bom tempo se passou desde àquele distante colegial e resolvi reler O Alienista. Uau, que bom que fiz isso! Só posso dizer que tenho ainda mais amor por Machado de Assis agora (e pela era Kindle, que nos permite comprar a obra inteira do meu querido “Machadão” por incríveis R$ 1,99 para romances + maravilhosos R$ 1,99 para contos)!

Você está muito velho para se dar essa chance? Ah, por favor, leia e sinta o quanto Machado de Assis é atual! Aqui, um pequeno trecho de O Alienista para incentivar você:

“(…) que desse exame e do fato estatístico resultara para ele a convicção de que a verdadeira doutrina não era aquela, mas a oposta, e portanto se devia admitir como normal e exemplar o desequilíbrio das faculdades, e como hipóteses patológicas todos os casos em que aquele equilíbrio fosse ininterrupto (…)”

Pois é, senhor alienista, sempre desconfiei que os normais demais, aqueles que não têm um arrombo de maluquice de vez em quando, não fossem tão normais assim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s